Airbag e cinto de segurança: dupla inseparável

Bolsas infláveis só garantem proteção efetiva quando associadas ao uso do cinto de segurança

air bag

O airbag foi desenvolvido em 1973, passou por evoluções e só agora passou a ser item obrigatório em todos os veículos comercializados no Brasil. Os automóveis devem, obrigatoriamente, saírem da fábrica equipados com airbag duplo. Tratam-se de bolsas de naylon com costuras resistentes à deflagração, que aumentam a segurança de motoristas e passageiros. Mas, sozinhas, não garantem proteção – aliás, podem até potencializar a gravidade dos ferimentos em caso de acidente –, é preciso sempre estarem associadas ao uso do cinto de segurança. Pesquisas mostram uma redução de até 52% na gravidade de ferimentos em acidentes quando os ocupantes contam com a proteção conjunta de cinto de segurança e airbag.

airbag-at-Mercedes-Benz-1Geralmente, a localização das bolsas de airbag são identificadas com a sigla SRS, que significa “sistema de retenção suplementar”, isso porque, a retenção principal papel do cinto de segurança. É importante ressaltar que os passageiros do banco traseiro devem sempre usar o cinto de segurança. Em um acidente, quando está sem cinto, o ocupante do branco traseiro é projetado para a frente do carro e pressiona os passageiros da frente contra o cinto e o airbag, e isso pode agravar as lesões.

O airbag duplo é acionado tanto para o motorista, quanto para o passageiro da frente, e evitam que eles batam no painel e no vidro dianteiros. Várias marcas já oferecem como opcionais também airbags laterais, que impedem o choque com as colunas do veículo e os de cortina, que evitam que a pessoa bata nos vidros laterais.

Posição correta

O airbag infla a uma velocidade de 300 km/h e, se o ocupante estiver mal posicionado, o impacto pode causar ferimentos ao invés de proteger. Os passageiros devem encostar no airbag quando ele já estiver murchando, se estiverem muito próximos ou muito distantes, essa dinâmica será afetada e poderá haver lesões.-airbag

Motorista deve ficar a uma distância média de 25 centímetros do volante para garantir o choque com equipamento no momento certo. Os passageiros também devem se atentar ao posicionamento dentro do veículo. O recomendável é que o passageiro esteja a pelo menos 40 centímetros de distância do painel, com o banco levemente inclinado apenas, e jamais colocar os pés sobre o painel, por exemplo, porque a bolsa irá inflar e o impacto pode até mesmo quebrar as pernas do passageiro.

Airbag desativado

O acionamento desse equipamento pode ser desativado em certas situações excepcionais, em que a abertura do airbag possa trazer mais riscos a pessoa do que o seu não uso. Essa ação está prevista no manual dos veículos e requer muita atenção dos motoristas.

airbagO airbag só pode ser desativado no banco do passageiro Há modelos de veículos em que o equipamento é desligado automaticamente, por meio de sensores que detectam quando o cinto de segurança é travado mas não há peso no encosto do banco. É o caso, por exemplo, de um bebê-conforto colocado no banco do passageiro. A explicação é que, com a criança voltada para trás, o acionamento do dispositivo pode causar um esmagamento. Outro exemplo seria o transporte de uma pessoa com ferimentos graves, como queimaduras pelo corpo e rosto.

Para desativar o airbag deve-se consultar o manual do proprietário, mas geralmente o procedimento é feito com a chave de ignição, girando uma fechadura localizada no batente da porta direita, normalmente.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s