Farol desregulado pode render multa e pontos na carteira

Bom estado dos faróis e conservação das lâmpadas são essenciais para a segurança dos motoristas nas vias

farolAs vias com pavimento irregular, esburacadas são as grandes vilãs da regulagem dos faróis. Tanto a luz baixa como a alta têm por objetivo iluminar o caminho. Para que esse propósito seja alcançado, o bom estado dos faróis e a conservação das lâmpadas merecem atenção especial para a segurança dos motoristas, e ainda evitam multas e acidentes.

Dirigir com o facho de luz alta prejudica a visão de outros motoristas e é considerado infração grave. O farol alto geralmente só é utilizado em vias sem iluminação ou no caso de situações emergenciais. Ainda assim, ao encontrar com outro veículo, deve-se passar para o farol baixo. Este último é o mais recomendado nas vias, por não provocar irritação aos olhos dos outros condutores ou pedestres. Seu uso é recomendado inclusive durante o dia.

Farol desregulado é infração

farol-acesoUm farol desregulado não ilumina adequadamente a via e também pode causar ofuscamento e perda de visão momentânea no motorista do veículo que transita no sentido contrário. Trafegar com o farol desregulado, cujo facho de luz alta prejudica a visão dos outros motoristas, é uma infração grave. O valor da multa é R$ 127,69, além de cinco pontos na carteira do condutor. Além disso, o veículo pode ficar retido até ser regularizado. Todas as lâmpadas das lanternas devem estar funcionando corretamente. A multa para o condutor que circula com qualquer dos faróis queimados é de R$ 86,13, com perda de quatro pontos na carteira de habilitação.

Uma forma de verificar se o equipamento está desregulado é se atentar ao facho de luz emitido pelo carro ao transitar pelas ruas. Ele precisa estar em formato de ‘L’, com leve desvio à direita, para não atrapalhar a visão de quem transita em sentido contrário. É possível também fazer essa verificação afastando o carro da parede da garagem, em linha reta, notando se o facho de luz se mantém na mesma linha ou vai para baixo, conforme o carro se afasta. Se se mover para cima, algo está errado. Além disso, os dois fachos devem estar alinhados e um não pode estar mais alto do que o outro.

farol traseiraA regulagem do farol pode ser feita em oficinas ou até mesmo em casa. Mas é preciso cuidado, porque os parafusos que movimentam o facho de luz são frágeis e contém uma folga para subir ou descer cerca de cinco graus. Portanto, se for preciso girar demais, é sinal de que alguma peça pode ter se quebrado.

Uso de lâmpada errada reduz durabilidade da bateria

Outro detalhe fundamental para não comprometer o sistema elétrico do veículo é utilizar apenas lâmpadas compatíveis com a capacidade determinada pela montadora do e permitida por lei, que são as de 60W para o farol alto e de 55W para o farol baixo. É preciso cuidado com lâmpadas mais fortes, pois podem derreter componentes do farol, sobrecarregar toda a parte elétrica e causar superaquecimento da fiação, queima de fusíveis e redução da durabilidade da bateria.

Tipos de faróis

• Luz de posição
Serve tanto para indicar a presença quanto para sinalizar aos outros motoristas qual é a largura do veículo.

• Luz baixa
É o farol mais usado à noite. Serve para iluminar a via à frente do veículo, mas com um alcance e intensidade calculados para não provocar ofuscamento ou desconforto aos motoristas que vêm na direção contrária – nem aos que seguem à frente (ao olharem pelo retrovisor).

• Luz alta
farol-2O “farol alto” é utilizado para iluminar a via a uma longa distância à frente. É bastante útil em estradas sem iluminação. Mas não pode ser usado ao cruzar com outro veículo ou segui-lo, justamente para não “cegar” o outro motorista.

• Farol de neblina
É um opcional do carro. O objetivo é melhorar a visibilidade do motorista em caso de neblina, tempestade ou nuvem de poeira. Ele fica posicionado abaixo dos faróis, e serve para iluminar as faixas pintadas no pavimento e os “olhos de gato” instalados no asfalto – sinalizações que servem como referência para o motorista em situações de pouca visibilidade.

• Farol de milha
Outro item opcional, tem facho de luz concentrado e de alta intensidade, é utilizado para potencializar a iluminação a distância, assim como acontece com a luz alta. Por isso, deve ser usado com parcimônia, para não prejudicar a visibilidade dos outros motoristas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s