ABS ou CBS será obrigatório em motos novas a partir de 2016

Sistema de freios começa a ser exigido no próximo ano em motos novas. Instalação será gradativa e chegará a 100% em 2019

motos com abs

A partir do ano que vem, as motos devem sair de fábrica com novos sistemas de frenagem: o ABS (Antilock Braking System) ou o CBS (Combined Braking System). Essa é uma determinação do Conselho Nacional de Trânsito (Contran). A aplicação dessa exigência será de forma de forma gradativa, a partir do ano que vem. Primeiro, para 10% das motocicletas novas e, até 2019, deve chegar a 100% das motos.

paineil moto-absAs motos novas que têm menos de 300 cc poderão ser equipadas com freios ABS, como o dos carros, que evita o travamento das rodas, ou com o CBS, que distribui proporcionalmente a força de frenagem para as duas rodas, para garantir uma desaceleração rápida e segura. Para motos com mais de 300 cc o ABS será obrigatório. Em motos de alta cilindrada, o sistema de freios ABS já está presente na maioria dos modelos.

O ABS (obrigatório desde janeiro de 2014 em carros novos) impede que as rodas travem em uma frenagem brusca. Esse sistema auxilia principalmente pilotos inexperientes ou que não tenham tanta habilidade ao guidão e, principalmente se o piso estiver molhado. Isso porque, o ABS permite frear fortemente a moto sem que a roda traseira levante.

freno-abs motoJá o CBS é um sistema que combina o acionamento dos freios. Enquanto nos freios tradicionais existem acionadores independentes para frear a roda da frente (manete direito) e a traseira (pedal), o CBS reparte a força de atuação entre os dois. O acionamento do freio combinado ocorre de maneira progressiva. Para ativá-lo é preciso pressionar o pedal com força, utilizando todo o seu curso para entrar em ação a frenagem na roda dianteira. Com leves toques sobre o pedal, a força fica apenas na roda traseira. O objetivo é evitar que o motociclista use somente o freio traseiro, quando o ideal é acionar os dois, já que a maior capacidade de frenagem de uma motocicleta está em sua dianteira. Dessa forma, com o sistema a moto consegue parar antes.

CBSEssa exigência trará mais segurança aos usuários. A norma é parecida com a que existente na Europa. A expectativa é de que a diferença de valor de uma moto com e outra sem ABS será de aproximadamente R$ 1,5 mil. Já o CBS, por ser um sistema mais barato não deve impactar tanto no preço final das motos.

Prazos para motos novas com ABS ou CBS

  • a partir de 1º de janeiro de 2016: 10% da produção ou importação;
  • a partir de 1º de janeiro de 2017: 30% da produção ou importação;
  • a partir de 1º de janeiro de 2018: 60% da produção ou importação;
  • a partir de 1º de janeiro de 2019: 100% da produção ou importação.

absEstão dispensados dessa exigência veículos de uso exclusivo fora de estrada (off-road), militares, artesanais e cicloelétricos com potência até 4 kW e que não ultrapassem a velocidade de 50 km/h.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s