Sistemas de prevenção ajudam na direção segura de veículos

Montadoras estão investindo em tecnologias que facilitam a vida dos condutores. Foco é público acima dos 65 anos

sistema ford-carro

A indústria automobilística vem inovando, cada vez mais preocupada em atender ao público acima dos 65 anos de idade. Segundo estimativas do IBGE, nas próximas duas décadas, a população acima dos 60 anos, no Brasil, vai mais do que triplicar. E, nesse período, a expectativa média de vida do brasileiro deverá passar dos 80 anos. Hoje, já são mais de 26,1 milhões de idosos no país, ou seja, 13% da população.

De olho no crescimento desse público, que se mantém ativo, as montadoras investem no desenvolvimento de sistemas que facilitem a vida dos idosos no trânsito. As novas tecnologias já permitem que o carro pare sozinho, estacione sozinho, ou detecte se o motorista está com sono. A Ford, por exemplo, está desenvolvendo também um banco do condutor que deverá ser capaz de detectar um possível ataque cardíaco e fazer o carro parar de forma segura.

assento-ford-divulgaçãoO assento vai monitorar possíveis irregularidades no sistema cardiovascular do motorista. O sistema conta ainda com uma câmera para acompanhar o movimento da cabeça, além de sensores no volante. O aparelho funciona com seis sensores, costurados no encosto do banco, capazes de identificar a taxa de batimentos cardíacos do motorista.

Os eletrodos dos sensores foram projetados especialmente, com materiais capazes de captar os sinais eletrônicos do coração através da roupa, sem contato com a pele. Em testes, o equipamento atingiu entre 90 e 95% de precisão. Ao detectar a possibilidade de um ataque cardíaco, o aparelho atua envolvendo os sistemas de direção e frenagem.

ford - divulgaçãoA Ford ainda não divulgou quando a tecnologia estará disponível em seus carros. Hoje, o mercado de compradores de carros com mais de 65 anos gera cerca de US$ 140 bilhões em vendas anuais nos EUA, e deve continuar crescendo.

Pensando nesse crescimento, a Toyota também trabalha para desenvolver um sistema voltado especificamente para esse público, que alerta o condutor idoso quando seu veículo se aproxima de um cruzamento.

Por meio de vários sensores e scanners, são acionados sistemas de alerta nos cruzamentos e semáforos. A ideia é ajudar motoristas idosos, cuja percepção possa estar prejudicada, a continuar dirigindo com segurança. A empresa já está fazendo testes de campo no Japão, que tem uma das maiores populações de idosos do mundo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s