Mulheres são maioria entre motoristas com medo de dirigir

Dentre os motoristas que têm medo de dirigir, mulheres representam cerca de 85%. Mas, esse problema tem solução

mulher na direção

A maioria dos motoristas habilitados não veem problemas em dirigir, os movimentos se tornam inclusive automáticos. Outras pessoas, no entanto, simplesmente “travam” quando se sentam ao volante. De acordo com pesquisas, a maioria dos motoristas que tem medo de dirigir são mulheres – aproximadamente 85% –, geralmente entre 30 e 45 anos, e em menor porcentagem os homens. Estes, no entanto, costumam ter também mais dificuldades em assumir a fobia.

Segundo especialistas, as pessoas que têm medo de dirigir geralmente são detalhistas, organizadas, não gostam de críticas e não se permitem errar. A amaxofobia, que é o pavor de dirigir, tem como principais causas a falta de experiência, que provoca altos níveis de tensão; o medo intenso de entrar em pânico no trânsito e perder o controle; um trauma após ter sofrido ou testemunhado um acidente; e o receio de errar e de receber críticas.

O medo de dirigir é um transtorno psicológico que tem tratamento, e o primeiro passo para solucionar o problema é admiti-lo. Procurar ajuda é fundamental. É preciso pôr em prática tudo o que se aprendeu nas aulas de direção, desenvolver as habilidades motoras que envolvem o ato de dirigir. Para isso, existem autoescolas especializadas para pessoas já habilitadas, que oferecem aulas de direção e acompanhamento com psicólogos. A psicoterapia também ajuda a solucionar o medo de dirigir, trabalhando aspectos emocionais e práticos ao mesmo tempo, resgata a autoestima, diminui a ansiedade, aperfeiçoa o autocontrole e desenvolve bons comportamentos no trânsito.

direção feminina

Dicas

O Instituto de Psicologia Aplicada (Inpa) elenca dicas práticas para quem deseja superar o medo de dirigir:

  • Respire de forma mais lenta, isso ajuda a amenizar a ansiedade.
  • Faça algum tipo de atividade física e relaxamento muscular. Essas atividades produzem endorfina, substância que neutraliza quimicamente a ansiedade.
  • Crie aproximação com o carro, primeiro dentro da garagem – ajustando o banco, espelhos, sentindo o volante, o câmbio.
  • Outro bom exercício é ligar o carro e realizar pequenos movimentos, para frente e para trás, por exemplo, dar voltas em ruas pouco movimentadas, sem crianças ou obstáculos.
  • Nesse processo de ganhar autoconfiança, faça apenas um ou dois trajetos. Assim, passará a conhecer a via, o que ajuda a diminuir a ansiedade.
  • Comprometa-se a, pelo menos algumas vezes por semana, dirigir. Esta prática deve se tornar um hábito. A prática constante é que vai trazer segurança ao volante.
  • Assim que começar a sentir confiança, é possível começar a percorrer novos e maiores trajetos, inclusive com mais fluxo de veículos e obstáculos.
  • Preste atenção ao carro, nos barulhos que produz, na melhor rotação do motor, por exemplo. Conhecê-lo também evita ansiedade e situações de descontrole.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s